Corpo Saudável = Barriga Zero

Quantas vezes rogamos pragas ao “pneu” que se acumula na nossa barriga? Pois é… Além de inestético, estes centímetros a mais são também muito pouco saudáveis. Descobre como eliminá-los sem passar fome!

A obesidade é o factor de risco comum a grande parte dos problemas de saúde e agrava-se quando associada a doenças cardíacas, diabetes, síndrome metabólica ou inflamações crónicas. A obesidade está também associada a um risco maior de cancro da mama e Alzheimer. Referida actualmente pelos peritos de saúde como a era da obesidade, é altura de admitirmos que o excesso de peso constitui, em si, uma doença urgente de combater. Mais grave se torna quando falamos de gordura abdominal, que é mais perigosa do que os centímetros a mais localizados nas ancas ou no traseiro. Porém, existem boas notícias: foi descoberto um tipo de gordura que, além de saudável, ajuda a emagrecer e, mais importante, elimina a barriga.

A importância dos MUFAs

Os investigadores descobriram um determinado tipo de gordura alimentar particularmente eficaz na redução da gordura abdominal. Ainda que pareça contra-senso, a verdade é que a gordura alimentar só aumenta o nosso peso se for ingerida em grandes quantidades. Uma revelação que denuncia um antídoto fantástico para a gordura abdominal, isto é, os MUFAs. Conhecidos formalmente como ácidos gordos monoinsaturados, os MUFAs são gorduras vegetais presentes em alguns dos alimentos mais deliciosos do Mundo, como azeitonas, abacate, chocolate, nozes, sementes e leguminosas.

emagrecer

Pesquisas revelam que uma dieta rica em MUFAs, onde existem uma simples substituição das gorduras saturadas por insaturadas, ajuda as pessoas com excesso de peso a perderem quilos e gordura corporal, sem prejuízo do número de calorias ingeridas e sem adicionar exercício. Além disso, de acordo com um estudo australiano, os MUFAs aceleram o metabolismo, o que significa, igualmente, uma aceleração na queima de calorias. Este é um exemplo de um dos resultados que representam fortes evidências do poder antigordura dos MUFAs. Ainda por cima, ter peso a mais na zona abdominal é mais perigoso para a saúde do que ter proporções mais generosas nas ancas e no traseiro. Pior, a gordura bem escondida dentro da barriga (gordura visceral – ver caixa) é mais perigosa e, ao contrário da gordura superficial (subcutânea), é difícil de ser eliminada através de dietas e exercício. Logo, os conselhos que se seguem são os ideais para eliminar o “pneu” que tanto odeia.

  • Gordura subcutânea É aquele centímetro ou centímetros logo abaixo da pele e fáceis de beliscar. Esta gordura visível torna-se um sério problema de saúde quando, presente em demasia, sobrecarrega o coração e outros órgãos.
  •  Gordura visceral – Forma-se dentro do abdómen, rodeando os teus órgãos. Este tipo de gordura tem sido associado a uma série de graves problemas de saúde, como doenças cardiovasculares, diabetes, cancro e demência. Além disso, os cientistas desconfiam, cada vez mais, que a gordura visceral está ligada aos processos inflamatórios associados a quase todas as doenças crónicas.

Alimentos ricos em MUFAs

Óleos vegetais (sobretudo os sensíveis ao calor, luz e ar).

Azeite extravirgem.

Frutos secos.

Leguminosas.

Sementes (abóbora, sésamos, girassol).

Abacate.

Azeitonas.

Chocolate preto

Plano de quatro dias anti–inchaço

Nesta primeira fase, irás comer de uma forma mais simples e saudável do que o habitual, evitando os alimentos, as bebidas e os comportamentos que, normalmente, fazem com que o teu corpo retenha líquidos desnecessariamente ou produza excesso de gases – obterás resultados rapidamente, isto é, até três quilogramas e 12 centímetros em quatro dias. Com resultados tão positivos e significativos, a tua motivação e confiança serão enormemente estimulados, ajudando-te a prosseguir com o resto do programa.

Durante estes quatro dias:

EVITA, sobretudo o sal, os condimentos fortes, os alimentos maciços crus, os que produzem gases, alimentos ricos em hidrato carbono, bebidas gaseificadas, ácidas, com cafeína, adoçantes artificiais e pastilhas elásticas.

Ingere até 1200 calorias. Planeia as tuas ementas, de modo a não ingerires mais do que este limite de calorias e a não teres de fazer contas todos os dias;

Come devagar. Quanto mais depressa comeres, mais ar vais engolir juntamente com a comida. Evita encher o teu sistema digestivo com todo esse ar.

Faz uma caminhada de cinco minutos após cada refeição. Levanta-te e mexe-te sempre depois de comer. Da uma volta ao quarteirão ou limita-te a circular, no edifício do teu escritório, ou no centro comercial mais próximo.

Alimentos essenciais: Vegetais feculentos/ cerais (cornflakes não açucarados, papa de trigo, batata vermelha, arroz integral), fruta (incluindo as frutas secas também), vegetais (tomate cereja, feijão verde, cenouras – bebés, abóbora), lacticínios (leite magro e queijo Light), proteínas (peru, frango, atum em conserva) e batidos.

Fórmula eficaz: Pequeno – almoço = 1 lacticínio + vegetal feculento + 1 fruta + ¼ de chávena de sementes de girassol; Almoço = 1 proteico + 1 lacticínio + 1 legume; Lanche = 1 batido de fruta; Jantar = 1 legume + 1 proteico + 1 vegetal feculento + 1 colher (de chá) de azeite no legume ou no vegetal proteico.

Elimina definitivamente a barriga

Após o plano de quatro dias, perceberás que tens a tua barriga mais lisa e serás surpreendida pelo teu sentimento de autoconfiança.

Para os resultados serem perfeitos, convém que continues a aplicar as regras acima explicadas, alterando algumas coisas e seguindo o resto dos planos durante dez dias. Ora vê:

Coma uma MUFA a cada refeição: Os alimentos MUFA, quando consumidos em quantidades certas, têm a extraordinária capacidade de fornecer energia duradoura e constante, ao mesmo tempo que acalmam o apetite.

Não ultrapasses as 400 calorias por refeição: A partir dos primeiros quatro dias, podes consumir até 1600 calorias por dia. Divide esta dose diária uniformemente por três refeições, mais um snack substancial, que te dá energia constante e estimula o teu metabolismo. Isto significa que te sentirás bem e que queimarás gordura durante todo o dia.

Nunca fiques mais de quatro horas sem comer: Esta regra é fundamental para optimizar as capacidades supressoras de apetite e eliminatórias de gordura dos MUFAs. Comer com mais frequência mantém o nível estável de açúcar no sangue, evitando as ânsias por certos alimentos e prevenindo as variações de insulina que obrigam o corpo a armazenar gorduras.

Fitness, inspiração e motivação: Apesar deste plano não implicar a prática de exercício físico para perderes peso, perderás mais quilos e estarás a fazer mais pela tua saúde se o incluíres no teu dia – a – dia. Do mesmo modo, a motivação é um combustível essencial para seres bem – sucedida num processo de redução de peso e para uma mudança no teu estilo de vida.

Comer fora

Seguir uma dieta como esta não significa que nunca possas tirar uma folga na cozinha. Aqui ficam algumas sugestões:

Consulta previamente a ementa do restaurante, através da internet, por exemplo, e descobre refeições parecidas com as que te sugerimos ou com as dos teus planos de refeições. Se o restaurante não tiver um website, telefona!

Joga pelo seguro. Podes sempre pedir uma salada de folhas verdes e vegetais crus com frango grelhado ou salmão, temperada com vinagre balsâmico ou vinho tinto. Adiciona duas colheres (de sopa) de sementes ou frutos secos picados (leva de casa) ou uma colher (de sopa) de azeite.

loading...

Deixar Comentário